Tópico 2 Definição do Plano de Marketing – Fase 1

Missão – A base de um Plano de Marketing é a visão e a declaração de missão da organização, que descreve as respetivas aspirações e a sua razão de ser. A missão, bem como os objetivos a longo prazo, devem ser já definidos nas fases iniciais do plano estratégico e informar todos os outros planos operacionais subsequentes (por exemplo, plano de marketing, plano de recursos humanos, planos de produção, etc.). Consequentemente, a missão e os objetivos da organização constituem a base sobre a qual o Plano de Marketing se desenvolve.

Análise da situação – No sentido de desenvolver as etapas seguintes do Plano de Marketing, deve ser efetuada uma análise da situação, incluindo estudos de mercado, que podem concentrar-se em vários aspetos importantes para ajudar a organização a identificar oportunidades de mercado. Os aspetos que podem ser pesquisados e analisados incluem, entre outros:

  • os produtos, serviços, ofertas, infraestruturas e potencial de orçamentação existentes da organização. Avaliação do ambiente interno;
  • as ofertas da concorrência, estratégias de marketing, públicos-alvo;
  • estudos de mercado (participantes e não-participantes) para permitir a segmentação do mercado e subsequente selecção do público-alvo;
  • análise do ambiente externo.

Todos os dados recolhidos a partir da pesquisa de mercado e análise da situação são utilizados para conceber uma análise S.W.O.T. Esta análise é uma ferramenta útil para visualizar sucintamente os factores internos e externos que impactam uma organização. Possibilita definir as formas mais eficazes de capitalizar os pontos fortes, abordar os pontos fracos, identificar as oportunidades e evitar as ameaças, visando realizar os seus objetivos de forma eficiente. Uma análise S.W.O.T. pode ser feita quer em relação a uma organização como um todo, quer em relação a um projeto ou plano de negócios específico (como o Plano de Marketing).

Matrix of S.W.O.T. analysis

Através de uma análise interna realista, as organizações podem estabelecer os seus pontos fortes e pontos fracos. Compreendem as caraterísticas tangíveis e intangíveis que são vantajosas ou desvantajosas, respetivamente, para a organização. Da mesma forma, uma análise do ambiente externo em que a organização funciona possibilita uma ideia clara sobre os fatores políticos, sociais, culturais, educacionais, legais, financeiros, tecnológicos, ambientais e outros que podem criar oportunidades ou gerar ameaças para uma organização cultural. Por exemplo, pense no efeito que uma obra de arte provocadora e desafiadora pode criar num ambiente sociocultural conservador e no impacto na organização. Por outro lado, um fator de ameaça pode ser utilizado para criar uma oportunidade. Basta considerar o impacto da pandemia COVID-19 nas organizações culturais: foram forçadas a fechar as suas portas e a suspender as suas funções, mas, por outro lado, exploraram as tecnologias digitais para expandir as suas ofertas e o seu público, transformando uma ameaça numa oportunidade e numa nova força (investimento em TI).

Título: Análise SWOT para uma hipotética organização cultural. Gráfico de Maria Kouri

cubesproject