Tópico 3 O networking como fonte de oportunidades

O empreendedorismo cultural é o exemplo perfeito de atividade em network, que por vezes não é plenamente realizada. Considerando que a natureza do setor cultural é normalmente muito informal e instável, a maior parte das contratações ocorre em contexto não-official, embora os empreendedores culturais necessitem de competir por financiamento, carreira futura, etc. A natureza das empresas culturais é geralmente cooperativa. Assim, o networking proativo é a estratégia que ajuda no mundo cultural. Desenvolver e manter networks de contactos que possam estar relacionadas com o trabalho futuro constitui o cerne da vida profissional dos empreendedores culturais. Por outro lado, o networking acontece, neste contexto, de forma normal, não sendo uma ação proativa.

Esta é a particularidade do networking no setor cultural não é apenas uma fonte de possibilidades de trabalho, mas um foco de amizade, cooperação, apoio, colaboração e oportunidades de aprendizagem. Este ambiente informal permite mais liberdade e criatividade, mas determina também salários mais baixos e maior insegurança.

cubesproject