Tópico 4 Preço

O preço do produto cultural é um desafio difícil, particularmente para as organizações sem fins lucrativos, uma vez que não podem fazer corresponder o custo do produto cultural ao seu preço de venda. As organizações sem fins lucrativos devem baixar preços, cumprindo a sua missão social, tornando a cultura acessível a todos, independentemente da sua posição económica.

As organizações culturais sem fins lucrativos oferecem geralmente bilhetes a preços relativamente baixos ou com uma vasta gama de preços visando acomodar diferentes segmentos de público e ainda apoiar os rendimentos da organização. Um exemplo caraterístico é a proeminente Ópera Estatal de Viena, com preços de bilhetes que variam entre 18 e 287 euros para noites de abertura. Os bilhetes de última hora em pé também podem ser comprados a 3 euros, não excluindo tecnicamente ninguém por razões financeiras.

Outros teatros disponibilizam bilhetes de última hora a preços baixos para lugares não vendidos, apesar dos benefícios questionáveis desta estratégia de preços: pode ajudar a conseguir melhores lotações, mas motiva o público a não pré-reservar os seus bilhetes. Assim, a organização não dispõe de muita informação sobre o público esperado e não pode planear um rendimento seguro com a venda dos bilhetes.

O preço do produto cultural é definido considerando vários fatores:

  • a missão, estratégia e objetivos da organização cultural;
  • o custo do produto cultural – embora, quando sem fins lucrativos, o rendimento obtido com a venda do bilhete possa muito raramente corresponder ao custo real do produto, devido às limitações ditadas pela missão social e aos elevados custos de produção cultural;
  • A exclusividade do produto: noites de abertura, espetáculos especiais de férias, elencos com famosos e lugares premium têm geralmente preços mais elevados, uma vez que estão ligados a ocasiões especiais ou necessidades específicas dos visitantes;
  • as estratégias de preços dos concorrentes e o preço de produtos similares alternativos;
  • a regra da oferta e da procura, que está ligada ao valor que o cliente atribui ao produto cultural;
  • o estado geral do mercado e das finanças das pessoas.
cubesproject